200 municípios de São Paulo vão receber a Coronavac diretamente

Profissionais da saúde, especialmente aqueles que estão na linha de frente do combate à pandemia, devem ser priorizados na vacinação

Anthony Wells, da CNN, em São Paulo
18 de janeiro de 2021 às 08:27 | Atualizado 18 de janeiro de 2021 às 11:58

 

A partir desta terça-feira (19), 200 municípios e 25 polos regionais em São Paulo vão receber doses da Coronavac. De acordo com o secretário-executivo da Saúde Eduardo Ribeiro, 200 municípios irão receber diretamente as doses do imunizante, enquanto os polos serão responsáveis pela redistribuição das doses aos outros 444 municípios do estado.

A orientação é que os municípios priorizem os profissionais da saúde, especialmente aqueles que estão na linha de frente do combate à pandemia. As doses sairão do Centro de Distribuição e Logística da Secretaria da Saúde, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

 

Vacina da Coronavac será enviada para os municípios de São Paulo
Vacina da Coronavac será enviada para os municípios de São Paulo
Foto: Alice Vergueiro/Estadão Conteúdo


Nesta segunda-feira (18), 60 mil doses foram transportadas para a imunização de trabalhadores de saúde de seis hospitais de referência do estado. São eles: os Hospitais das Clínicas de São Paulo, Ribeirão Preto, Campinas, Botucatu e Marília, além do Hospital de Base de São José do Rio Preto. Quase metade das doses são destinadas para o Hospital das Clínicas da capital paulista.

Ao todo, eles somam 60 mil profissionais de saúde e o objetivo é começar a imunização, em todas as unidades, ainda nesta semana. As unidades foram selecionadas por conta do alto fluxo de pacientes em suas áreas de atuação. Por volta das 8h, dois caminhões refrigerados foram para Campinas e Botucatu, um para cada município. Já a tarde, os caminhões devem seguir para os outros quatro municípios, incluindo São Paulo.

 

Ao todo, cerca de 1,35 milhões de doses da vacina chinesa ficaram em São Paulo. A campanha de imunização contra a Covid-19 em São Paulo irá progredir de acordo com a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19 serão divulgadas pelo Governo de São Paulo.