EUA: Pfizer pode pedir uso emergencial de vacina contra a Covid-19 em novembro


Da CNN
16 de outubro de 2020 às 11:13

 

A farmacêutica americana Pfizer informou nesta sexta-feira (16) que pode entrar com uma solicitação para uso emergencial nos Estados Unidos da vacina contra a Covid-19, assim que alcançar um marco de segurança, o que deve acontecer em novembro.

Leia também:

Agência dos EUA indica que crianças não devem receber vacina contra Covid-19

Pfizer começará a testar vacina contra Covid-19 em jovens a partir dos 12 anos

Pediatras dizem que é preciso fazer testes de vacina para Covid-19 em crianças

Estudo preliminar de vacina da Pfizer em parceria com a BioNTech foi promissor

Estudo preliminar de vacina da Pfizer em parceria com a BioNTech foi promissor, apesar de 50% dos pacientes terem efeitos colaterais como febre, dor de cabeça e fadiga

Foto: Dado Ruvic-10.abr.2020/ Reuters

Segundo o FDA (Food and Drug Administration), órgão regulador semelhante à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil, para se obter uma autorização emergencial de uso de qualquer vacina experimental para a Covid-19, é preciso apresentar ao menos dois meses de dados de monitoramento de segurança.

O CEO da Pfizer disse em comunicado que, com base nos testes em andamento e ritmo de dosagem, a empresa espera ter os dados de segurança disponíveis a partir da terceira semana de novembro. A farmacêutica havia dito anteriormente que esperava informações dos testes finais em outubro.

(Edição: André Rigue)