Vaticano confirma caso de Covid-19 na residência do papa Francisco


Reuters
17 de outubro de 2020 às 09:33
O Papa Francisco celebra a missa de Páscoa sem a presença de fiéis  (12/04/2020)

Papa Francisco manteve agenda normal neste sábado (17) depois de o Vaticano confirmar caso de Covid-19 de um morador da residência do pontífice

Foto: Andreas Solaro/Pool via Reuters

Um homem que vive na mesma residência que o Papa Francisco, no Vaticano, teve resultado positivo para o novo coronavírus e foi isolado, informou a Santa Sé neste sábado (17).

O homem, que não foi identificado e não apresentava sintomas da doença, deixou a residência Santa Marta e se isolou junto com outras pessoas com quem havia mantido contato direto, informou o comunicado do Vaticano.

Outra pessoa que mora na residência – que tem cerca de 130 quartos e suítes – testou positivo para o coronavírus quando a pandemia chegou à Itália, em março.

O Papa Francisco, que teve parte de um pulmão removido durante uma doença quando era jovem na Argentina, faz exames regularmente para Covid-19.

Assista e leia também:

Papa repudia busca de ganhos políticos e econômicos com o novo coronavírus
Papa diz que fofoca é peste pior do que coronavírus
Papa Francisco doa equipamentos médicos para combate à Covid-19 no Brasil

Ele manteve sua agenda neste sábado, recebendo três pessoas em audiências privadas separadas e se dirigindo a um grande grupo de policiais italianos.

O Vaticano, pequena cidade-estado localizada dentro de Roma, foi pouco afetado pelo novo coronavírus, com cerca de duas dúzias de casos confirmados no total.

Três residentes do Vaticano que tiveram a doença recentemente se recuperaram, acrescentou o comunicado deste sábado.

Na semana passada, quatro membros da Guarda Suíça, o corpo de elite que protege o papa, testaram positivo para Covid-19.