CBF adia decisão sobre volta de público e aumenta os jogadores inscritos


Por Iuri Corsini*, da CNN, no Rio de Janeiro
17 de outubro de 2020 às 13:42
CBF estuda com os clubes o melhor momento para o retorno do futebol

CBF adia decisão sobre torcedores nos estádios

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A reunião entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e clubes das Séries A, B e C nesta sexta-feira (16) não chegou a um acordo em relação ao retorno de público aos estádios. Porém, ficou definido que os times da Série A poderão, a partir de agora, inscrever 50 atletas — e não mais os 40 que antes era o limite permitido. A decisão não engloba os clubes das Séries B e C.

Estas eram as duas pautas a serem debatidas nessa, que foi a terceira reunião envolvendo a CBF e os clubes de futebol do país.

Em relação à volta de torcida, ainda não foi definida uma nova data para que se chegue a uma definição.

Leia mais: 

Estádios de futebol não receberão torcida nos próximos 30 a 40 dias, diz Feldman

CBF e Clubes da Série A mantém jogos do Brasileirão sem torcedores

O pedido para o aumento de inscritos para os times da Série A do Campeonato Brasileiro foi feito pelos clubes devido à pandemia do novo coronavírus. Especialmente, após o surto ocorrido em alguns times do país, como, por exemplo, os 36 casos positivos entre funcionários, dirigentes e jogadores do Flamengo.

Os dirigentes dos clubes preparam novas contratações, além de promoções de jogadores da base ao time profissional, para aumentar o número de jogadores inscritos e aptos a jogar.

O objetivo é evitar uma possível perda de pontos por ausência de jogadores.

Em decorrência da pandemia, a CBF abriu, de forma excepcional, duas janelas de transferências internacionais. A primeira delas já foi fechada. A segunda, abriu no último dia 13 e vai até o dia 9 de novembro.

*Sob supervisão de Robson Santos