PS5, Xbox: é mais barato comprar agora ou esperar por Black Friday e Natal?

Com a chegada do mês de novembro, o povo brasileiro deverá tomar uma decisão muito importante: qual videogame comprar

Matheus Prado, do CNN Brasil Business, em São Paulo
07 de novembro de 2020 às 05:00
O PlayStation 5, da Sony, e o Xbox Series X, da Microsoft
O PlayStation 5, da Sony, e o Xbox Series X, da Microsoft: preço dos videogames devem despencar em um ano
Foto: Divulgação/Sony/Microsoft

Com a chegada do mês de novembro, o povo brasileiro deverá tomar uma decisão muito importante: qual videogame comprar. Num espaço de pouco dias, teremos o lançamento dos Xbox Series X e S (dia 10) e do PlayStation 5 (dia 19), além do Nintendo Switch, que está finalmente disponível para compra localmente.

Leia também:
Redução de IPI para videogames valerá para novas importações
Games impulsionam lucro da Sony às vésperas do lançamento do PS5
Nintendo volta ao Brasil com Switch e mira expansão 'desafio é atender demanda'
Por que uma arma do jogo Counter-Strike pode valer R$ 700 mil? Conheça o mercado

A Nintendo, por sua vez, não anunciou mudanças. O Switch, que custa R$ 2.999 no Brasil, sai por US$ 299 nos EUA. "Fatores como o câmbio, impostos e taxas, e a distribuição dentro do próprio Brasil fazem com que estes valores sejam diferentes", disse Bill Van Zyll em entrevista ao CNN Brasil Business.

Ou seja, a coisa melhorou um pouco, mas os preços de lançamento ainda são salgados. Pensando nisso e nos eventos promocionais que se aproximam, como Black Friday e Natal, o site de comparação de preços Promobit fez um levantamento para tentar prever qual será o melhor momento para comprar o produto.

No caso do PlayStation 5, a projeção foi feita baseando-se nas promoções compartilhadas e verificadas no site para o Playstation 4, que chegou ao mercado em novembro de 2013 por R$ 3.999. Logo no primeiro mês após o lançamento, o produto da Sony já recebeu um desconto de mais de 25%. Confira:

"Para quem está em busca de um console, novembro e dezembro são os dois principais meses para conseguir um desconto maior", diz Willian Oliveira, responsável pela pesquisa e head de conteúdo do site. "Os varejistas costumam ter estratégias de precificação mais agressivas para conquistar as vendas na Black Friday e Natal, quando terão oportunidade de vender um montante maior de produtos."

Como a plataforma só publica promoções em que os preços atingem seu menor valor histórico nos últimos meses, é possível visualizar esses momentos como as maiores oportunidades de economizar. Em novembro do ano passado, por exemplo, foram aprovadas oito ofertas do PS4. Dezembro teve cinco. Janeiro e fevereiro só uma por mês. 

Oliveira explica ainda que a tendência é que os preços continuem caindo sempre, mas a intensidade depende do produto. "Em relação a smartphones, por exemplo, que temos lançamentos constantes, o preço dos celulares da Samsung costumam cair com maior velocidade após o lançamento do que os iPhones. Esse movimento também pode variar devido ao contexto econômico, preço do dólar", diz.

Lançado também em novembro de 2013, o primeiro Xbox One, que serviu de referência para a projeção do X, chegou ao mercado por um valor consideravelmente menor que o concorrente da Sony, custando R$ 2200. Nos dois anos que se seguiram, o produto foi tendo diversas mudanças de preços. Veja a projeção para o novo console da Microsoft:

E os jogos?

Comprar o console é essencial, mas sem jogos não adianta muito. Dados do Promobit mostram que, em 2019, dezembro foi o melhor mês para adquirir games. No mês, foram registradas 311 promoções e 125 Top Ofertas (quando atinge o menor preço em três meses) para jogos de PS4.

Em outubro e novembro foram cerca de 200 promoções e 100 Top Ofertas, enquanto na Black Friday (de quinta a segunda) foram 94 produtos com preços menores. Não é possível garantir, no entanto, que o mercado irá reagir da mesma forma este ano, apesar da expectativa ser positiva.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook